Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Educação

Projeto:
Produção de Materiais Didáticos para o
Curso de Pedagogia a Distância - Séries Iniciais do Ensino Fundamental
Tutorial CMapTool - Breve Introdução
Introdução:  Entende-se por Mapa Conceitual uma descrição das associações relevantes entre os principais conceitos de um determinado domínio de conhecimento. Usualmente um Mapa Conceitual é representado por diagramas (grafos), constituindo-se assim em uma linguagem não linear. Podemos usar um mapa conceitual para diferentes finalidades, por exemplo, quando queremos aprender sobre um novo assunto podemos começar identificando os conceitos principais do dominío de conhecimento e ir descobrindo quais as ligações relevantes entre esses conceitos. À medida que formos nos aprofundando no assunto, novos conceitos e ligações irão surgindo.

Elementos da Linguagem: Um Mapa Conceitual é formado por  "conceitos" que são conectados a outros "conceitos". Cada conexão entre dois conceitos possue um significado próprio. Os "conceitos" são representados por "caixas" e as conexões (ligações) são representadas por "linhas". Para cada "conceito" devemos atribuir uma descrição que pode ser uma palavra, uma sentença, uma figura etc.Para cada ligação devemos também associar uma descrição. Usualmente a descrição de uma ligação é feita através de um verbo.

As linhas que representam conexões podem ser orientadas (seta) para indicar a direção da leitura, por exemplo, entre "ator" e "gênero" existe uma linha conectando o primeiro ao segundo, para indicar que queremos ler "ator" prefere interpretar "gênero". Sem a seta poderiamos tentar ler no outro sentido, "genêro" prefere interpretar "autor".

Exemplo: Na Figura 1 apresentamos um Mapa Conceitual para descrever o conhecimento sobre "cinema".  Identificamos conceitos tais como : "ator", diretor, personagem, filme, esterótipo etc. Identificamos também várias ligações entre esses conceitos. Por exemplo, entre os conceitos  "personagem" e "estereótipo" identificamos a ligação "possui um". Entre os conceitos "ator" e "gênero" identificamos a ligação "prefere".

Figura 1 - Conceitos e ligações relevantes para o dominio de conhecimento "cinema".

As linhas que representam conexões podem ser orientadas (seta) para indicar a direção da leitura, por exemplo, entre "ator" e "gênero" existe uma linha conectando o primeiro ao segundo, para indicar que queremos ler "ator" prefere interpretar "gênero". Sem a seta poderiamos tentar ler no outro sentido, "genêro" prefere interpretar "autor".

Devemos ainda observar que sempre que construímos um mapa sobre um determinado assunto, estamos fazendo um recorte da realidade e que ele representa a percepção dos seus autores.

Para facilitar a identificação do recorte que desejamos fazer é desejável que comecemos a construção de um mapa pela definição das perguntas que desejamos responder com ele.

Edição de Mapas Conceituais:  Uma Mapa Conceitual é um um diagrama e pode ser construido a mão como qualquer outro desenho. Podemos construí-los também utilizando qualquer software que possibilite a construção de diagramas. Entretanto, existem programas elaborados especificamente para a construção de Mapas Conceituais. Ao usar esses programas específicos temos acesso a muitas facilidades que agilizam nosso trabalho de construção de mapas, ganhando em tempo e qualidade dos mapas.  Um software que vem tendo grande aceitação para uso pedagógico é o CMapTool, desenvolvido no Institute for Human and Machine Cognition (IHMC) associado à  West Florida University.