Teorias educacionais subjacentes à organização do planejamento, avaliação e organização/produção de materiais didáticos. Planejamentos integrados. 

Carga Horária: 75 h/a.

Créditos: 05

Caráter: Obrigatória

BECKER, Fernando. Modelos pedagógicos e modelos epistemológicos. In: ______ (org.). Educação e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2001.

CINEL, Nora Cecília Bocaccio. Centros de Interesse: estratégia utiliza multidisciplinaridade para o desenvolvimento global. Revista do Professor, Porto Alegre, n. 78, ano 20, p. 32-36, abr./jun. 2004

DOLL, Johannes; ROSA, Russel Teresinha Dutra da. A metodologia tem história. In: _______ (orgs.). Metodologia de Ensino em Foco: práticas e reflexões. Porto Alegre: UFRGS, 2004.  

FERREIRA, Lucinete. O contexto da prática avaliativa no cotidiano escolar. In:_____. Retratos da avaliação: conflitos, desvirtuamentos e caminhos para a superação. Porto Alegre: Mediação, 2002. 

FILHO, Lourenço. O Movimento da Escola Nova e suas bases históricas In: _______. Introdução ao estudo da Escola Nova. 9ª edição, São Paulo: Melhoramentos, 1967. p.17-33. 

FREIRE, Paulo. A dialogicidade – essência da educação como prática da liberdade. In: _____. Pedagogia do Oprimido. 40ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005. 

GOÑI, Javier Onrubia. Rumo a uma avaliação inclusiva. Pátio, Porto Alegre, n. 12, ano 3, p. 17-21, abr./fev., 2000. 

HERNÁNDEZ, Fernando; MONTSERRAT, Ventura. Os projetos de trabalho: uma forma de organizar os conhecimentos escolares. In: _____. A organização do currículo por Projetos de Trabalho. 5ª edição, Porto Alegre: Artmed, 1998.

LOPES, Josiane. Freinet. Revista Nova Escola, edição 139 – jan./2001.

PERNIGOTT, Joyce Munarski et al. O portfólio pode muito mais do que uma prova. Pátio, Porto Alegre, n. 12, ano 3, p. 54-56, abr./fev., 2000.

RAYS, Oswaldo Alonso. Planejamento de ensino: um ato político-pedagógico. In:_______. Trabalho pedagógico: hipóteses de ação didática. Santa Maria: Pallotti, 2000. p.13-31.

RODRIGUES, Maria Bernadette Castro. Planejamento: em busca de caminhos. In: XAVIER, Maria Luisa Merino; DALLA ZEN, Maria Isabel. (orgs.). Planejamento em Destaque. Cadernos de Educação Básica. Porto Alegre: Mediação, 2003. 

SANTOMÉ, Jurjo Torres. As origens da modalidade de currículo integrado. In:______. Globalização e interdisciplinaridade: o currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998, p.9-23.

XAVIER, Maria Luisa Merino. Introduzindo a questão do planejamento: globalização, interdisciplinaridade e integração curricular. In: _______ & DALLA ZEN, Maria Isabel (orgs.). Planejamento em destaque: análises menos convencionais. 3ª edição. Porto Alegre: Mediação, 2003.

 

ÁLVAREZ-MENDEZ, Juan Manuel. A avaliação em uma prática crítica. Pátio, n. 27, ano 7, ago./out. 2003, p. 21-24.

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos; ALVES, Leonir Pessate. Processos de Ensinagem na Universidade: pressupostos de trabalho em aula. 5ª edição. Joinvile: UNIVILLE, 2005.p 

ARROYO, Miguel. Ofício de Mestre: imagens e auto-imagens. 6ª ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

BARBOSA, Maria Carmen Silveira. Trabalhando com projetos na Educação Infantil. In: XAVIER, Maria Luisa Merino & DALLA ZEN, Maria Isabel (orgs.). Planejamento em destaque: análises menos convencionais. 3ª edição. Porto Alegre: Mediação, 2003.

BASSAN, Valdir José. Como interessar a criança na escola. Coimbra: Almedina, 1978. p. 92.

COMÉNIO, João Amós. Didácta Magna: tratado da arte de ensinar tudo a todos. 4. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1996. 525 p.  

FERREIRA, Lucinete. Retratos da avaliação escolar. In:_____. Retratos da avaliação: conflitos, desvirtuamentos e caminhos para a superação. Porto Alegre: Mediação, 2002

FREINET, Célestin.   Para uma escola do povo: guia prático para a organização material, técnica e pedagógica da escola popular.  São Paulo: M. Fontes, 1995.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. 29a. ed. São Paulo: Cortez, 1994. 

_____. Educação como prática da liberdade.  29.ed.  Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006. 

HARPER, Babette et al. Cuidado, Escola! São Paulo: Brasiliense, 1980

HERNÁNDEZ, Fernando. O tempo nos projetos de trabalho. Pátio, ano8, n° 30, p.13-15, 2004.

JAPIASSU, Hilton. A questão da interdisciplinaridade. Revista Paixão de Aprender. Secretaria Municipal de Educação, novembro, n°8, p. 48-55, 1994. 

LUCKESI, Cipriano. O que é mesmo o ato de avaliar a aprendizagem? Pátio, ano3, n° 12, p.11, 2000.  

MONTESSORI, Maria. Pedagogia científica: a descoberta da criança.  Rio de Janeiro: Flamboyant, 1965.  

SAMPAIO, Rosa Maria Whitaker Ferreira. Freinet: evolução histórica e atualidades. São Paulo: Scipione, s/d. 

ZABALZA, Miguel A. Os diferentes âmbitos da avaliação. Pátio Educação Infantil, n.10, ano 4, mar./jun. 2006, p. 6-8.